Viagens no Brasil – O Barroco e a Festa

Liberdade

A vida é uma hipótese. Segundo a teoria do pisca, a vida é algo que pisca. Pisca e mama, pisca a come, pisca e vai para a escola, pisca e cas, pisca e tem filho, pisca e morre. A vida é uma hipótese. Há que documentar o híper link do objeto.

São Paulo é uma cidade onde se beija na rua. Acabamos o encontro e fomos com o David até ao largo da República. Acabamos a beber uns chopes e a ouvir música sertaneja. Comemos um pastel de carne com queijo é um alimento popular. Alimentação do quotidiano, vendido por tudo o que lanchonete, embora frito acaba por ser saboroso. Acompanhado dum suco de cana, pois no estabelecimento não havia licença para bebidas alcoólicas. Feito de açúcar ralado com limão e gelo.

Conversamos num ambiente descontraído. A arquitetura da praça é anos setenta. Edifícios altos, com arcadas e grandes espaços interiores abertos. Cafés de restaurantes cheios de gente. Esta arquitetura urbana foi feita e pensada para o convívio. Ao fim da tarde a música ecoa pela cidade neste pequenos bares. As pessoas misturam-se no espaço. Usufruem do espaço urbano.

A cidade é um território aberto. A abertura do espaço tem uma correspondência com os marcadores do espaço. Por razões de segurança, sempre presentes em São Paulo, os vários fluxos de gentes são atentamente vigiados. Cada grupo vai encontrando os seus espaços. Convive-se em espaços vigiados por seguranças. Cada bar tem o seu sistema de segurança. A segurança está presente, discreta. As indústrias de seguranças são um negócio florescente. Não sei de que modo as gentes se misturam. Como é que a integração vertical é assegurada. Pela escola, pela cultura ou pelo dinheiro. Provavelmente pela conjugação das várias vias. No nosso bar, embora aberto ao espaço urbano, o seu uso é reservado ao seu tempo de utilização

Amanhã iremos ver os museus de emigração. Museu e Direitos Humanos.

Pedro Pereira Leite

Researcher and professor. He had his PhD. on museology in 2011, with the title “Muss-amb-ike Homeland: The commitment on musicological process”, that was published in 2011. In 2012 he finishes a Post-PhD Research on "Biographical Glances: The intersubjectivity poetry on museology, at Lusófona University (Lisbon). Presently he is working in his Post PhD. Research about: “Global Heritages" with the aims to build a network on local cognizance and memory manager has a tool to build the will of action in 3 different communities, linked by past communed heritages.” He works at CES. He participates on different Research network, presented papers in national and international conferences, and had published books on research subjects.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebookLinkedInPinterestGoogle PlusYouTube

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

The inclusion of community knowdlege on territorial development