Viagens no Brasil – O Barroco e a Festa

Resistência

De novo sentado em frente ao cravo vermelho no memorial da resistência. A mulher que fala. Do cravo que lhe deu a esperança. A esperança de continuar a lutar. A luta continua. A memória também é feita de resistências.

Da parte da Tarde fui ao museu da língua portuguesa, em frente à estação Pinacoteca. Olhar a posição do narrador. Partir do presente. Do objeto como um processo dinâmico, plástico que se cria e recria constantemente. Há uma narrativa cronológica, que nos fala das origens, do processo cumulativo. Mas paralelamente, fala-se das palavras, da sua raiz e das formas como são usadas para dar significados. Para dar sentidos. Usadas como pluralidades de significados. Sentidos. Orientação, mas também sensação. Perceção de algo que vem do exterior. Duma linguagem como algo de plástico que se vai ajustando no tempo, recebendo e dando diferentes influencias.

A língua no Brasil como génese portuguesa, com o contributo das línguas indígenas e dos africanos. A língua com sistema de poder conserva nos nomes das palavras os significados dos lugares  com novos sentidos.

As frases feitas: a teoria do piolho, como algo que anda pela cabeça dos outros, sem acrescentar nada de novo. Algo que se alimenta dos outros. Todos temos uma forma piolho nas nossas bases.

Há noite encontramo-nos na Pizzaria Esperança. Localizada na Av. 13 de Maio 1004, no bairro do Bexiga. Uma pizzaria para comer uma boa piza depois dum dia de seminário na Pinacoteca. É interessante sentir que a Pinacoteca é um museu de Janelas Abertas.

Pedro Pereira Leite

Researcher and professor. He had his PhD. on museology in 2011, with the title “Muss-amb-ike Homeland: The commitment on musicological process”, that was published in 2011. In 2012 he finishes a Post-PhD Research on "Biographical Glances: The intersubjectivity poetry on museology, at Lusófona University (Lisbon). Presently he is working in his Post PhD. Research about: “Global Heritages" with the aims to build a network on local cognizance and memory manager has a tool to build the will of action in 3 different communities, linked by past communed heritages.” He works at CES. He participates on different Research network, presented papers in national and international conferences, and had published books on research subjects.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebookLinkedInPinterestGoogle PlusYouTube

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

The inclusion of community knowdlege on territorial development