Democratizar o Território, a superação da dicotomia urbano/rural

Democratizar o Território, a superação da dicotomia urbano/rural

28 de Janeiro: 18h Centro de Estudos Sociais

Amílcar Cabral pronunciava-se em 1969, durante o seminário do Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde, sobre a importância do território e da pluralidade cultural associada a este. Anos mais tarde, em plena revolução de abril, não só o direito a terra e ao seu ordenamento se sinonimizou com a autodeterminação dos povos colonizados, mas também enquanto espaço de luta, de objeto de luta, em Portugal. Apesar de libertos da visão unitária de território imposta pelo regime ditatorial, a dicotomia assumida, entre o rural e o urbano, viriam carregadas de estigmas sociais e políticos e idiossincrasias que, apesar de livre, reforçavam a ficção nacional.

Atualmente, e com a crise económica e democrática mundial, o território passou, mediaticamente, a lugar de resistência. Construído numa narrativa de resgate do público, movimentos como Occupy, a Primavera Árabe ou as Acampadas Espanholas e Turcas, reivindicam dentro do urbano o lugar público, e exigem a reconfiguração do conceito que delimita a sua esfera para um modelo participativo e plural. No entanto, e apesar do mediatismo atual destas lutas, outras tem vindo a ser travadas em espaços de silêncio, lugares periféricos. O rural como a periferia dentro dos estados encontra-se repleto de experiências participativas e plurais que são no entanto narradas em silêncio.

Este primeiro seminário, procura assim, no âmbito das comemoração dos 40 anos do 25 de Abril, abrir a discussão sobre o que é a esfera pública e como a democratização do território passa pela superação do imaginário urbano/rural (cultura/tradição) que comumente vemos caricaturadas quer pelos media, quer por processos regulatórios. Na busca pela superação, questionamos a dicotomia e as dinâmicas de poder associadas ao território.

Oradores:

“Os baldios em Portugal e a democratização do espaços comunitário”- José Augusto Ferreira da Silva – Advogado

“O que é a esfera pública” – José Manuel Mendes

Xxxxxxx –

Xxxxxxx –


Pedro Pereira Leite

Researcher and professor. He had his PhD. on museology in 2011, with the title “Muss-amb-ike Homeland: The commitment on musicological process”, that was published in 2011. In 2012 he finishes a Post-PhD Research on "Biographical Glances: The intersubjectivity poetry on museology, at Lusófona University (Lisbon). Presently he is working in his Post PhD. Research about: “Global Heritages" with the aims to build a network on local cognizance and memory manager has a tool to build the will of action in 3 different communities, linked by past communed heritages.” He works at CES. He participates on different Research network, presented papers in national and international conferences, and had published books on research subjects.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebookLinkedInPinterestGoogle PlusYouTube

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.