O que é Curadoria Digital?

A curadoria digital envolve manter, preservar e agregar valor aos dados de pesquisa digital ao longo de seu ciclo de vida.

A gestão ativa dos dados da pesquisa reduz as ameaças ao seu valor de pesquisa a longo prazo e mitiga o risco de obsolescência digital. Enquanto isso, os dados salvaguardados em repositórios digitais confiáveis podem ser compartilhados entre a comunidade de pesquisa mais alargadas.

Além de reduzir a duplicação de esforços na criação de dados de pesquisa, a curadoria digital melhora o valor de longo prazo dos dados existentes, tornando-o disponível para pesquisas de alta qualidade.

O ciclo de vida da curadoria digital

A conservação digital e a preservação dos dados são processos contínuos, que requerem considerável reflexão e o investimento de tempo e recursos adequados. Deve-se estar atento e realizar ações para promover a conservação e preservação ao longo do ciclo de vida dos dados.

O ciclo de vida de curadoria digital compreende as seguintes etapas:

  • Conceptual: concebe e planeia a criação de objetos digitais, incluindo métodos de recolha de dados e opções de armazenamento.
  • Criar: produz objetos digitais e atribuir metadados arquivísticos administrativos, descritivos, estruturais e técnicos.
  • Acesso e uso: assegure-se de que os usuários designados possam aceder facilmente objetos digitais no dia-a-dia. Alguns objetos digitais podem estar disponíveis publicamente, enquanto outros podem ser protegidos por senha.
  • Avaliação e seleção: avalie objetos digitais e selecione aqueles que necessitam de cura e preservação a longo prazo. Aderir a orientações documentadas, políticas e requisitos legais.
  • Eliminar: eliminar sistemas de objetos digitais não selecionados para conservação e conservação a longo prazo. Orientação documentada, políticas e requisitos legais podem exigir a destruição segura desses objetos.
  • Ingerir: transferir objetos digitais para um arquivo, repositório digital confiável, data center ou similar, aderindo novamente a orientações documentadas, políticas e requisitos legais.
  • Ação de preservação: realizar ações para assegurar a preservação e retenção a longo prazo da natureza autorizada dos objetos digitais.
  • Revalorizar: devolver objetos digitais que falham nos procedimentos de validação para posterior avaliação e seleção.
  • Armazenamento: mantenha os dados de forma segura, conforme descrito em padrões relevantes.
  • Acesso e reutilização: assegure-se de que os dados sejam acessíveis aos usuários designados para uso e reutilização pela primeira vez. Alguns materiais podem estar disponíveis publicamente, enquanto outros dados podem ser protegidos por senha.
  • Transformar: crie novos objetos digitais do original, por exemplo, pela migração para uma forma diferente.

Pedro Pereira Leite

Researcher and professor. He had his PhD. on museology in 2011, with the title “Muss-amb-ike Homeland: The commitment on musicological process”, that was published in 2011. In 2012 he finishes a Post-PhD Research on "Biographical Glances: The intersubjectivity poetry on museology, at Lusófona University (Lisbon). Presently he is working in his Post PhD. Research about: “Global Heritages" with the aims to build a network on local cognizance and memory manager has a tool to build the will of action in 3 different communities, linked by past communed heritages.” He works at CES. He participates on different Research network, presented papers in national and international conferences, and had published books on research subjects.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebookLinkedInPinterestGoogle PlusYouTube


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.