Porque é que as cidades são importantes nos ODS – VI

Porque é que as cidades são importantes na nossa vida e no nosso mundo. Praticamente todos vivemos hoje em cidade ou em aglomerados urbanos. Mais de metade da população mundial vive hoje em áreas urbanas. Nem sempre foi assim.

No passado, a maioria da população vivia em áreas rurais, dependente da agricultura, da pesca ou no pastoreio. É certo que no mundo antigo existiam cidades: Ur, na Babilónia, no Egipto antigo, Atenas e Roma e Cartago no Mediterrâneo. Na Ásia, ao longo da Estrada da Seda, no Mundo andino e em África, Tombuctu Zimbabué. Umas cresceram e prosperaram, outras entraram em decadência, definharam ou desapareceram. Na Europa, por volta do século as cidades começaram a densificar-se em torno das bacias industriais. Uma densificação que foi alimentado por um crescente êxodo rural. Ao longo destes dois últimos séculos, este movimento foi contante. Segundo as Nações Unidas, por volta de 2007, mais de 50 % da população vive hoje na cidade. É um fenómeno que acontece pela primeira vez na espécie humana e na sua organização social. A tendência é para que este número continue a crescer.

Há um padrão no crescimento das cidades desde as primeiras aglomerações durante a revolução agrícola no neolítico. Cidades que nascem nas encruzilhadas das vias de comércio, terrestes ou ribeirinhas, nas áreas portuárias. Cidades que se foram densificando criando grandes áreas urbanas e mega cidades. Durante todos estes anos mais de metades dos habitantes eram rurais. Hoje mais de metade é urbana, e provavelmente, a meio do nosso século, 2 em cada 3 habitantes do planete serão urbanos.

Para além disso as cidades são também lugares onde a atividade económica é mais intensa. É nas cidades que a maioria das trocas de processam. É certo que a agricultura é uma atividade rural. Na medida em que a maioria dos habitantes do planeta vivem em cidades, é nas cidades que acontecem a maioria das trocas dos produtos agrícolas. A indústria e os serviços estão fundamentalmente em cidades.



Citar este post
Pedro Pereira Leite (2017, 6 Setembro). Porque é que as cidades são importantes nos ODS – VI. Global Heritages. Recuperado em 23 de Junho de 2024, de https://doi.org/10.58079/p3cd

Pedro Pereira Leite

Researcher and professor. He had his PhD. on museology in 2011, with the title “Muss-amb-ike Homeland: The commitment on musicological process”, that was published in 2011. In 2012 he finishes a Post-PhD Research on "Biographical Glances: The intersubjectivity poetry on museology, at Lusófona University (Lisbon). Presently he is working in his Post PhD. Research about: “Global Heritages" with the aims to build a network on local cognizance and memory manager has a tool to build the will of action in 3 different communities, linked by past communed heritages.” He works at CES. He participates on different Research network, presented papers in national and international conferences, and had published books on research subjects.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebookLinkedInPinterestGoogle PlusYouTube

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.