The Sanusi of Cyrenaica

Fonte EA – Fábio Ribeiro e Rafael Hupsel

Permanecendo ainda desconhecida para grande parte dos leitores do antropólogo britânico Edward Evans Evans-Pritchard (1902-1973), The Sanusi of Cyrenaica (1949) é um estudo histórico sobre o desenvolvimento político da fraternidade islâmica conhecida como Ordem Sanusiya na região da Cyrenaica, na costa da Líbia. No período em que o autor viveu no Egito, lecionando na Universidade do Cairo (1932-1934), quando veio a conhecer alguns exilados Sanusi, Evans-Pritchard teve a oportunidade de viajar por diversas regiões do norte da África, adquirindo conhecimento sobre a história e a cultura beduínas, além de domínio da língua árabe. Durante a II Guerra Mundial, como oficial político da Terceira Administração Militar Britânica da Cyrenaica, o autor passou dois anos (1942-1943) entre os beduínos nômades, percorrendo a cavalo mais de três mil quilômetros da inóspita região. Segundo o seu relato, o serviço militar o impediu de conduzir uma pesquisa sociológica sistemática entre os beduínos, mas permitiu a leitura da literatura que forma a base do estudo à luz de sua própria experiência.

Nesta obra, Evans-Pritchard narra a história do surgimento e desenvolvimento dos Sanusyia como uma ordem de origem sufi, enumerando as principais características que a distinguem de outras ordens islâmicas semelhantes. Descrevendo a região da Cyrenaica e o modo de vida dos beduínos da região, o autor coloca em contexto os principais motivos da expansão e difusão dos Sanusi entre eles. A experiência do antropólogo entre os povos do deserto certamente influenciou a descrição detalhada que ele faz da ecologia cultural, da organização política em segmentos tribais, da vida religiosa, das relações de parentesco e da identidade étnica dos beduínos da região. Tais informações são fundamentais para a apresentação dos fatos históricos que se sucederam no período posterior à chegada e ao desenvolvimento dos Sanusi entre os beduínos, assim como das razões pelo qual esta Ordem tornou-se a principal voz política deste povo.

A análise histórica realizada percorre a administração colonial turca, do final do Império Otomano, e sua política de quase nenhuma interferência nos assuntos relativos aos Sanusi, criando condições para o fortalecimento da Ordem e para sua transição de uma simples organização religiosa para uma organização política e econômica, que gradualmente adquire as feições de um proto-Estado. O autor realiza uma descrição minuciosa da resistência empreendida pelos Sanusi, em apoio ao governo turco frente à invasão italiana na Cyrenaica, a ascensão da Ordem na conjuntura política internacional da I Guerra Mundial e dos processos de negociação de um acordo de paz entre lideranças Sanusi e os governos italiano e britânico. Relata os pormenores da II Guerra entre os Sanusi e o governo fascista italiano em ascensão, apresentando detalhadamente toda a tática de guerrilha no deserto empreendida pelos beduínos; apesar dos esforços, a guerra culminou na derrota dos Sanusi frente ao exército italiano. Evans-Pritchard encerra o volume com uma forte crítica à política colonialista posteriormente conduzida pelo governo fascista da Itália no território da Cyrenaica; justifica a indignação expressa contra o colonialismo italiano na região deixando claro não ser este diferente dos colonialismos levados a cabo por outras potências europeias.

The Sanusi of Cyrenaica possui grande relevância metodológica, delineando as bases de uma nova antropologia histórica. Seminal, a obra antecipa diversas discussões de método levantadas posteriormente pelo autor nos artigos em “Social Anthropology: Past and Present” e “Anthropology and History” (ambos de 1962), em que discute a articulação, na prática antropológica, entre pesquisa documental e pesquisa de campo, além de pensar a contribuição da teoria antropológica à pesquisa histórica.

PALAVRAS CHAVE

Áfricahistóriapolítica

BIBLIOGRAFIA

EVANS-PRITCHARD, E. E., The Sanusi of Cyrenaica,  Oxford, Clarendon Press, 1949.

EVANS-PRITCHARD, E. E., “Social Anthropology: Past and Present” In: Essays in Social Anthropology, Londres, Faber and Faber, 1962.

EVANS-PRITCHARD, E. E., “Anthropology and History” in: Essays in Social Anthropology, Londres, Faber and Faber, 1962.

Pedro Pereira Leite

Researcher and professor. He had his PhD. on museology in 2011, with the title “Muss-amb-ike Homeland: The commitment on musicological process”, that was published in 2011. In 2012 he finishes a Post-PhD Research on "Biographical Glances: The intersubjectivity poetry on museology, at Lusófona University (Lisbon). Presently he is working in his Post PhD. Research about: “Global Heritages" with the aims to build a network on local cognizance and memory manager has a tool to build the will of action in 3 different communities, linked by past communed heritages.” He works at CES. He participates on different Research network, presented papers in national and international conferences, and had published books on research subjects.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebookLinkedInPinterestGoogle PlusYouTube


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.