Serra de Mú

Serra do Mú ( Caldeirão )

Para além de um Alentejo plano, de horizontes infindáveis, onde o Sol adormece num mar sereno.
Um mar verde e amarelo, nasce outro Alentejo.
Esse da discrepância Natural, feito de Serras.
Altos e baixos, arbustos e plantas, gentes e gentes…

É assim a Serra.

Serra ( Manuel Alves )

Expandida por uma vasta área e englobando diversas freguesias, entre elas S. Barnabé, Santa Clara a Nova, Santa Cruz e Gomes Aires, todas elas plenas de riquezas. Naturais, construídas. Algumas conhecidas, muitas incógnitas. A Serra esconde em si váriadíssimas espécies, quer animais, quer vegetais.
A flora, densa e fechada nos umbriais,constitui-se de uma paisagem mediterrânica, onde quem domina é a esteva, o medronheiro, o sobreiro, a azinheira, a urze,o rosmaninho e muitos, muitos mais…
Nela habitam espécies raras como o lince ibérico, a águia de Bonelli, o javali, o saca-rabos, as lontras e aves que voam livremente pelos céus recortados de um labirinto de montanhas

Rio Vascão ( Rui Santana )
.Javali ( Rui Santana )

O Património Cultural e monumental marca também uma das mais importantes presenças na Serra. São testemunhas de uma longa ocupação, desde a pré história até aos dias de hoje. Diferentes povos, diferentes culturas que usaram os campos montanhosos, mas férteis, vivendo de uma agricultura de subsistência e da pastorícia.
Deixaram aqui a sua marca, do seu modo de vida, inovações e crenças.

Palheiro ( Manuel Alves )

Porém, o tempo não perdoa e a evolução afecta a Serra. Os mais novos partem, e os mais velhos também.
Esta desertificação nota-se na face, muitas vezes cansada dor seus habitantes: reflexos da dor de ficar só.
Mas os que teimam em ficar, produzem alguns dos melhores produtos regionais, entre os quais, o queijo de cabra e ovelha, o pão caseiro, os enchidos e a tão apreciada aguardente de medronho, para além, é claro do artesanato e muito mais…
Razões para nos visitar não faltam, aproveite!

Casa rústica - Monte da Atalaia - (Rui Santana)

Texto : José Carlos Adão
Fotos : Rui Santana e Manuel Alves

A Serra é um não acabar de surpresas, é um sítio onde olhar o horizonte é olhar o infinito…

Pôr do sol no Mú ( Rui Santana )

Foto de João Mendes Foto de João Mendes
Palheiro em Pomar Velho Palheiro em Monte da Ribeira
Foto de João Mendes Foto de João Mendes
Moinho reconstruído em Monte do Malhão Ribeira de Odelouca – Várzea de Ourique


Citar este post
Pedro Pereira Leite (2017, 30 Julho). Serra de Mú. Global Heritages. Recuperado em 23 de Junho de 2024, de https://doi.org/10.58079/p3ba

Pedro Pereira Leite

Researcher and professor. He had his PhD. on museology in 2011, with the title “Muss-amb-ike Homeland: The commitment on musicological process”, that was published in 2011. In 2012 he finishes a Post-PhD Research on "Biographical Glances: The intersubjectivity poetry on museology, at Lusófona University (Lisbon). Presently he is working in his Post PhD. Research about: “Global Heritages" with the aims to build a network on local cognizance and memory manager has a tool to build the will of action in 3 different communities, linked by past communed heritages.” He works at CES. He participates on different Research network, presented papers in national and international conferences, and had published books on research subjects.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebookLinkedInPinterestGoogle PlusYouTube

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.