Redes de Museus e Políticas Culturais

No início do milénio o país viveu um intenso período de investimentos em infra-estruturas que tinha por base a ideia das redes. Tivemos as Rede de Bibliotecas Públicas, a Rede de Arquivos, a Rede de Teatros, a Rede de Museus. Foi um tempo de disponibilidades financeiras e de “disponibilidade de betão”, como pejorativamente ficaram conhecidas as políticas públicas.

Muitas delas eram  iniciativas do Estado Central, pensadas e projetadas a partir duma ideia de território e duma ideia de missão (ou função) dos equipamentos culturais. É certo que estas iniciativas foram pontuadas aqui e acolá com obras de arquitetura notável: Centros culturais, pavilhões multi usos, em função das forças e engenho dos municípios e elites locais em mobilizar fundos estruturais.

As políticas públicas para a cultura foram em alguns casos sucessos e noutros casos nem tanto. Passados vinte anos, os problemas destes equipamentos relacionam-se sobretudo com as pessoas que os fazem funcionar. É conhecido o sucesso da Rede Portuguesa de Bibliotecas, apontado como caso exemplar. Olhemos para os lugares mais dinâmicos e lá encontraremos rostos e equipas motivadas. e eficientes.

E o caso da Rede de Museus, uma estrutura hoje moribunda que agora se procura ressuscitar? Foi um caso de sucesso ou nem por isso?  O seu modelo é o adequado ou é necessário pensar noutro modelo ?

Portugal tem, segundo o INE, 388 museus (2015). A Rede, que é um sistema de adesão voluntárias, tem cerca de 150 museus. Será esta a estrutura adequada para o panorama museológico nacional na sua diversidade?

Como aconselharia a prudência, as políticas publicas deveriam ter  por base o conhecimento da realidade, para sobre essa realidade propor medidas.  Ora depois do fim do Observatório da Atividades Culturais, suspeito que ninguém saberá ao certo o que se passa neste domínio.

 

Pedro Pereira Leite

Researcher and professor. He had his PhD. on museology in 2011, with the title “Muss-amb-ike Homeland: The commitment on musicological process”, that was published in 2011. In 2012 he finishes a Post-PhD Research on "Biographical Glances: The intersubjectivity poetry on museology, at Lusófona University (Lisbon). Presently he is working in his Post PhD. Research about: “Global Heritages" with the aims to build a network on local cognizance and memory manager has a tool to build the will of action in 3 different communities, linked by past communed heritages.” He works at CES. He participates on different Research network, presented papers in national and international conferences, and had published books on research subjects.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebookLinkedInPinterestGoogle PlusYouTube


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.