Cultura e Direitos Humanos XLI – autonomia como proteção

A possibilidade de autonomia é um elemento base para a construção da emancipação dos indivíduos e dos grupos. A autonomia no entanto pode criar dependências. Por exemplo, a autonomia dos povos da china, criam dependências que estão dependentes de formas territoriais, de línguas. Algumas autonomias políticas devem ser acompanhadas de instrumentos para produzir um auto governo. A autonomia de um corpo deve ser acompanhado de instrumentos para promover a igualdade. Para ouvir todos os membros duma comunidade.

No campo da autonomia individual é necessário assegurar que cada um vide de acordo com os seus valores. No Império Outomano, houve várias experiencias de grupos religiosos que asseguraram as suas autonomias religiosas. É por vezes difícil conciliar a autonomia individual e os interesses da maioria.

Estes conflitos são difíceis de resolver, mas são cruciais para os Direitos Humanos. É uma equação que é necessário enfrentar. O direito individual, o direito das minorias e o direito maioritário. É necessário criar algo mais do que uma cultura de poder e pensar como é que grupos que tem sido marginalizados podem assegurar a sua atonomia em condições de dignidade.

Pedro Pereira Leite

Researcher and professor. He had his PhD. on museology in 2011, with the title “Muss-amb-ike Homeland: The commitment on musicological process”, that was published in 2011. In 2012 he finishes a Post-PhD Research on "Biographical Glances: The intersubjectivity poetry on museology, at Lusófona University (Lisbon). Presently he is working in his Post PhD. Research about: “Global Heritages" with the aims to build a network on local cognizance and memory manager has a tool to build the will of action in 3 different communities, linked by past communed heritages.” He works at CES. He participates on different Research network, presented papers in national and international conferences, and had published books on research subjects.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebookLinkedInPinterestGoogle PlusYouTube


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.