Cultura e Dignidade Humana I

Esboço de problematização I

Ao longo de 2011 trabalhamos dois textos sobre a questão da relação da museologia, do património e do desenvolvimento com os direitos humanos. O primeiro, “Museologia, Desenvolvimento e Direitos Humanos: campos emergentes da investigação-ação na globalização[1]”. Trata-se dum texto apresentado no VI encontro de Museus Países e e Comunidades de Língua Portuguesa, realizado pelo ICOM Portugal em Setembro de 2011, em Lisboa (Leite, 2011ª). O Segundo, “Museologia, Património e Direitos Humanos”[2], preparado para o XIV Encontro Internacional do MINOM, realizado em outubro de 2011, na Assomada, na Ilha de Santiago em Cabo Verde (Leite, 2011b).Trata-se dum texto que foi apresentado no contexto do curso de atualização teórico prático[3] sobre processos de participação, globalização e altermuseologia.

A altermuseologia é uma proposta teórica desenvolvida por Pierre Mayrand[4], falecido nesse ano de 2011. Esse Encontro do MINOM decorreu em grande medida como proposta de reflexão sobre a altermuseolgia, em homenagem ao seu contributo teórico. Também para esse encontro apresentamos uma proposta de reflexão sobre a poética da intersubjetivade[5], que vistos à distância baseiam os nossos trabalhos de investigação. Isso é particularmente evidente em “Olhares biográficos” (Leite, 2012)[6]. A alter museologia parte duma reflexão sobre a função social dos museus num mundo global. Que enfrentamento estão em cima da mesa: a diferença entre ricos epobres, as relações norte sul, a procura da justiça e da solidariedade

Como disse Pierre Mayrand  “Today the steam roller of globalization once again forces the museologist to join his energy to the plea of populations and organizations committed to  the transformation of the museum framework into a Forum – Agora – Citizen, and also forces him to place himself in the field of otherworldliness with a didactic, dialectic position, capable, through the vital energies he generates, of fostering dialogue between peoples”  in other words, Pierre Mayrand  proposes an Altermuseology, “a gesture of cooperation, of resistance, of liberation and solidarity with the World Social Forum”. “Manifeste L’ Altermuséologie”, launched by Pierre Mayrand, in Setúbal (Portugal), on 27 October 2007.

Este conjunto de textos estão pois marcados por este contexto de preocupações e por uma abordagem sobre questões como “Património, Globalização, Desenvolvimento, Direitos Humanos”. Questões que são teórica, mas também procuram interrogações sobre as práticas, em particular as práticas de participação.

[1] http://recil.grupolusofona.pt/bitstream/handle/10437/2967/MuseologiaedesenvolimentoDireitosHumanos.pdf?sequence=

[2] https://www.academia.edu/1066514/Museologia_Patrim%C3%B3nio_e_Direitos_Humanos

[3] ww.museologia-portugal.net/extensao/cursos-internacionais/curso-atualizacao-teoricopratico-museologia-24-29-outubro-2012

[4] http://revistas.ulusofona.pt/index.php/cadernosociomuseologia/issue/view/48

[5] http://recil.grupolusofona.pt/bitstream/handle/10437/2968/A%20po%C3%A9ticadaintersubjetividade.pdf?sequence=1

[6] http://recil.grupolusofona.pt/handle/10437/4932

Pedro Pereira Leite

Researcher and professor. He had his PhD. on museology in 2011, with the title “Muss-amb-ike Homeland: The commitment on musicological process”, that was published in 2011. In 2012 he finishes a Post-PhD Research on "Biographical Glances: The intersubjectivity poetry on museology, at Lusófona University (Lisbon). Presently he is working in his Post PhD. Research about: “Global Heritages" with the aims to build a network on local cognizance and memory manager has a tool to build the will of action in 3 different communities, linked by past communed heritages.” He works at CES. He participates on different Research network, presented papers in national and international conferences, and had published books on research subjects.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebookLinkedInPinterestGoogle PlusYouTube


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.