Amazónicas XXXV – A Mala Voadora ou sobre a História de Moçambique

“A História é uma verdade que tende a ser mentira, e o mito é uma mentira que tende a ser verdade”

Jorge Cocteau.

malavoadora É este o mote da peça apresentada por Jorge Andrade no Teatro Maria Matos.

Espetáculo de “A Mala Voadora” faz-nos passar pelas diferente narrativas, pelos diferentes projetos sociais e pessoais, sempre com humor e boa-disposição.

Diz o programa

Os três elementos mais antigos da mala voadora nasceram em Moçambique. Um é o Jorge Andrade. Apesar de ter vindo para Portugal com 4 anos, em Moçambique ele propõe-se construir uma autobiografia como se tivesse vivido em Moçambique toda a sua vida. E para que a sua história se torne credível, vai ter de impô-la à História do país. Como o teatro documental só tem interesse se contar mentiras, vamos trazer imagens efetivamente documentais para o contexto ficcional do teatro, ficcionando-as de um modo que não visa a verdade. Visa antes, como um romance histórico, inventar uma história cujo contexto advém da História. Jorge Andrade fará parte da História de Moçambique.

Ficha Técnica

texto e direcção Jorge Andrade . com Bruno Huca, Isabél Zuaa, Jani Zhao, Jorge Andrade, Matamba Joaquim, Tânia Alves, Welket Bungué . cenografiaJosé Capela . figurinos José Capela com execução de Aldina Jesus . vídeoANIMA e Bruno Canas . banda sonora Rui Lima e Sérgio Martins . luz Rui Monteiro . coreografia Bruno Huca . fotografias de cena Bruno Simão e José Carlos Duarte . imagem de divulgação António MV . vídeo de divulgaçãoJorge Jácome e Marta Simões . assistência Francisco Campos Lima . direcção de produção Joana Costa Santos . apoio à produção e comunicação Jonathan da Costa . gestão e programação cultural Vânia Rodrigues . apoio CAAA, Centro Cultural Português – Maputo / Instituto Camões, Fundação Calouste Gulbenkian,Hotel Peninsular, Teatro Nacional D. Maria II, Teatro Nacional São João. agradecimentos Agostinho Félix Trindade, Alessandra de Silos Brito, Alexandre Zhao, Amilton Alissone, Dai Jing Zhen, Ekaterina Solomina, Filipe Branquinho, Graça Sousa, Inês Afonso, Luís Santos, Marta Félix, Moldursant, Pia Kramer, Ricardo Areias, Rita Couto, Vanda Marques, Vitor Pinto, Zhao Jia Liang . residência artística Espaço do Tempo . coprodução Teatro Municipal Maria Matos, Teatro Municipal do Porto Rivoli/Campo Alegre, Teatro Viriato . classificação etária M16

mocambique_divulgacao_creditos_antoniomv

 

Pedro Pereira Leite

Researcher and professor. He had his PhD. on museology in 2011, with the title “Muss-amb-ike Homeland: The commitment on musicological process”, that was published in 2011. In 2012 he finishes a Post-PhD Research on "Biographical Glances: The intersubjectivity poetry on museology, at Lusófona University (Lisbon). Presently he is working in his Post PhD. Research about: “Global Heritages" with the aims to build a network on local cognizance and memory manager has a tool to build the will of action in 3 different communities, linked by past communed heritages.” He works at CES. He participates on different Research network, presented papers in national and international conferences, and had published books on research subjects.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebookLinkedInPinterestGoogle PlusYouTube


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.