Amazónicas III

WP_20150923_09_32_02_Pro‘O imaginário amazónico e poderoso. Na literatura, Jose de Alencar e a sua Iracema. O mito das Amazonas, as mulheres guerreiras que irrompiam ferozmente, vindas  da selva, as suas flechas venenosas. A Selva de Ferreira de Castro. A epopeia dos seringueiros, da borracha. Um fertil campo para a ciência. Os Tristes Trópicos de Levi Strauss,,Maurice Godelier e as suas pesquisas sobre as economias ditas primitivas. A Casa Grande e  a Sanzala. O Povo Brasileiro de Darci Ribeiro. Uma lista sem fim, para nao entrarmos em detalhes sobre a biodiversidade.

Não é pois uma vinda pessoal inocente. As amazónicas de Corto Maltese, influenciará certamente   o meu titulo. A subida do Rio e os trabalhos sobre o excesso, também. Nao se pode dizer que as elevadas expectativas não estejam presentes. Que estão.

Mas ao fim desta manhã, o que na verdade assolou o meu espírito, é esta extraordinária capacidade de reunir pessoas. O MINOM agrega. Agrega pessoal com potencia.


Pedro Pereira Leite

Researcher and professor. He had his PhD. on museology in 2011, with the title “Muss-amb-ike Homeland: The commitment on musicological process”, that was published in 2011. In 2012 he finishes a Post-PhD Research on "Biographical Glances: The intersubjectivity poetry on museology, at Lusófona University (Lisbon). Presently he is working in his Post PhD. Research about: “Global Heritages" with the aims to build a network on local cognizance and memory manager has a tool to build the will of action in 3 different communities, linked by past communed heritages.” He works at CES. He participates on different Research network, presented papers in national and international conferences, and had published books on research subjects.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebookLinkedInPinterestGoogle PlusYouTube

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.