Património e Educação Popular I

Artigo de Huges de Varine sobre Património e Educação Popular

A educação popular assente no património torna-se, hoje em dia e no mundo inteiro, um fator essencial do desenvolvimento local, através da formação de pessoas conscientes da sua força e das suas capacidades de iniciativa e de controlo do presente e do futuro.

O desenvolvimento local “sustentável”, enquanto processo dinâmico de transformação da sociedade e do meio, assenta em grande parte na participação ativa e criativa das comunidades locais. Sem essa participação, teremos apenas uma mera execução de programas tecnocráticos, cuja eficácia depende da combinação conjuntural e efémera de uma vontade política e da disponibilidade de meios financeiros e humanos. Como estes dois fatores – vontade política e meios de Acão – estão estreitamente ligados a calendários eleitorais, a programações de curto ou médio prazo e à presença de personalidades fortes (os leaders), o desenvolvimento local não participativo não pode de facto ser “sustentável”.

Contudo, só por si, a vontade de fazer participar a população, sob a forma de indivíduos, de grupos ou de associações, ou mesmo da comunidade no seu todo, também não basta para garantir que essa participação seja real e assegurada no tempo. Isto porque o cidadão médio, tanto numa democracia como numa ditadura, não é considerado como pessoa adulta, como sendo capaz de assumir a sua quota de responsabilidade na “coisa pública”. Frequentemente chamados a votar em candidatos que nem conhecem de facto, na base de programas e de promessas em que a memória popular reconhece que têm muito pouca probabilidade de serem aplicados tal como foram anunciados, submetidos em seguida à autoridade destes eleitos (que representam geralmente muito menos de metade da população), os cidadãos não têm qualquer possibilidade de chegar por si mesmos a desempenhar um papel concreto, seja para exprimir e fazer adotar ideias ou projetos, seja para contribuir para a realização dos projetos dos representantes eleitos, e que no entanto lhes dizem diretamente respeito.”

Por Huges de Varine em Património e Educação Popular



Citar este post
Pedro Pereira Leite (2016, 21 Julho). Património e Educação Popular I. Global Heritages. Recuperado em 3 de Março de 2024, de https://doi.org/10.58079/p326

Pedro Pereira Leite

Researcher and professor. He had his PhD. on museology in 2011, with the title “Muss-amb-ike Homeland: The commitment on musicological process”, that was published in 2011. In 2012 he finishes a Post-PhD Research on "Biographical Glances: The intersubjectivity poetry on museology, at Lusófona University (Lisbon). Presently he is working in his Post PhD. Research about: “Global Heritages" with the aims to build a network on local cognizance and memory manager has a tool to build the will of action in 3 different communities, linked by past communed heritages.” He works at CES. He participates on different Research network, presented papers in national and international conferences, and had published books on research subjects.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebookLinkedInPinterestGoogle PlusYouTube

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.