Dilemas Teóricos Contemporâneos

Dilemas teóricos contemporâneos

Não será fácil avançar com a problematização da função social dos museus a partir desta Recomendação. Os dilemas teóricos Contemporâneos sobre o Social influenciam essa análise. Teremos que escolher uma dos paradigmas de tensão, apesar de sabermos que alguns deles já tem vindo a ser mobilizados. Enunciamos apenas alguns, que depois trabalharemos.

O primeiro dilema, que como referimos é vulgar ser usado é o problema da tensão entre tradição e a modernidade. Ou se quisermos a melancolia do tempo perdido versus o desejo do paraíso, tal como Marcel Proust enuncia no seu livro “em busca do tempo perdido”. Tratar-se provavelmente duma falsa questão, mas ainda muito persistente no pensamento indolente.

O segundo dilema que referimos é o da relação entre o individuo e a sociedade. A acção humana e a sua relação com a estrutura social. Somos atores humanos criativos, com controlo na nossa vida ou, na maioria dos casos o que fazemos é o resultado de forças fora no nosso controlo (do contexto, do tempo e do espaço). Vários autores (Max Weber, Durkheim, Escola de Chicago (Mead), Karl Marx, Norbert Elias, Sociologia Pública) tem trabalhado sobre este domínio.

O terceiro domínio é o da relação entre o conflito e a cooperação (solidariedade). A sociedade é uma forma de organização específica dos humanos e há uma ordem social que se distingue da natureza. (Tensão entre cultura e natureza). Ou a harmonia é inerente ao social (ordem) ou a sociedade é na essência conflito (uma desordem).

Se a ordem social perdeu a sua harmonia ela é possível de se recompor. (Haverá então uma a possibilidade de ordem inerente ao social que é possível de conhecer, de prever, gerir, ou criar). Ou pelo contrário a sociedade é na sua essência o conflito e a sua configuração, resulta das disputas que a cada momento os indivíduos e grupos protagonizam.

Algumas perspectivas em Sociologia, como por exemplo o funcionalismo, realçam a ordem inerente e a harmonia das sociedades humanas. Segundo estes a sociedade é um espaço de continuidade e de formação de consensos.  Outros sociólogos, por outro lado, acentuam a omnipresença do conflito social. Para eles, as sociedades são afectadas por divisões, tensões e lutas. Para eles é ilusório dizer que as pessoas tendem a viver amigavelmente umas com as outras, a maior parte do tempo. Mesmo quando não existem confrontos abertos, há profundas divisões de interesses que em qualquer altura se podem transformar em conflitos activos.

O quarto dilema é o da formação de Categorias de análise. A questão do género, da raça e do conflito, como categorias acentuaram os problema na teoria social. Os indivíduos na sociedade não são neutros nem são actores abstractos. Tem vozes que se diferenciam em função do género, de classe, de identidade, de memória etc. A formação de categorias de análise com base na diferenciação dos lugares de enunciação é útil para a compreensão das diferenças nos fenómenos sociais e para a criação da ação social, ou elas devem ser incorporadas na compreensão mais geral do mundo.

Finalmente o quinto dilema é o do “Desenvolvimento e sociedade”. O singular e o complexo, como explicar o hibridismo e memória e ação.

São questões apenas enunciadas para problematizar.

Pedro Pereira Leite

Researcher and professor. He had his PhD. on museology in 2011, with the title “Muss-amb-ike Homeland: The commitment on musicological process”, that was published in 2011. In 2012 he finishes a Post-PhD Research on "Biographical Glances: The intersubjectivity poetry on museology, at Lusófona University (Lisbon). Presently he is working in his Post PhD. Research about: “Global Heritages" with the aims to build a network on local cognizance and memory manager has a tool to build the will of action in 3 different communities, linked by past communed heritages.” He works at CES. He participates on different Research network, presented papers in national and international conferences, and had published books on research subjects.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebookLinkedInPinterestGoogle PlusYouTube


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.