Museologia Nómada e Função Social dos Museus XVI

As sociedades e as suas instituições estão em permanente mudança. A vida social altera-se, implicando com isso transformação nos modo como as organizações de agregam e das funções que lhes são solicitadas. Nos meios urbanos essas transformação são mais fáceis de verificar, a passo que nos meios rurais, essa transformação é mais lentas. Ou pelo menos são percepcionas como mais lentas

As trocas aumentaram. entre indivíduos e entre espaços. Imagens, representações simbólicas misturam-se, hegemonias alteram-se, legitimações sofrem pressões. Há espaços de retraimento e espaços de inovação que se recompõem através de negociações entre os atores. Compromissos por vezes complexos e tensos, por vezes instáveis, mas todos traduzidos em discursos e narrativas.

O aumento da diversidade tem conduzido à procura de soluções no sentido da inclusão social e cultural, para as quais os programas escolares e os projectos culturais das cidades têm contribuído com a produção de materiais de reflexão e propostas de acção sobre processos de aprendizagem ao longo da vida, e sobre formas de educação global (dita cosmopolita).

A função social dos museus é idêntica ao das restantes instituições da sociedade. O de assumir o desafio de criar valor na sociedade. Valore de uso e valor de troca de bens materiais, simbólicos ou de sociabilidade. Os museus concretizam uma produção de bens e serviços que contribuem para o alargamento das possibilidades de escolha e a concretização de projectos de vida em comum duma dada comunidade.

Aos museus tem, contudo, faltado a reflexividade dinâmica e inovadora que tem caracterizado os estudos sobre educação e sobre os sistemas de ensino, porque a sua função social é menos óbvia e está enleada em representações de poder nacional, local e profissional.

Procurar-se-á dar conta desta situação através de uma análise sobre a realidade museológica portuguesa assente numa empiria, recentemente gerada, sobre aspectos essenciais da produção e do consumo dos museus.

Pedro Pereira Leite

Researcher and professor. He had his PhD. on museology in 2011, with the title “Muss-amb-ike Homeland: The commitment on musicological process”, that was published in 2011. In 2012 he finishes a Post-PhD Research on "Biographical Glances: The intersubjectivity poetry on museology, at Lusófona University (Lisbon). Presently he is working in his Post PhD. Research about: “Global Heritages" with the aims to build a network on local cognizance and memory manager has a tool to build the will of action in 3 different communities, linked by past communed heritages.” He works at CES. He participates on different Research network, presented papers in national and international conferences, and had published books on research subjects.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebookLinkedInPinterestGoogle PlusYouTube


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.