Museologia Nómada XI – Mértola e o Turismo

Atualmente Mértola recebe cerca de 50.000 visitantes ano, segundo  Cláudio Torres. Um número que significa cerca de 130 visitantes dia na terra.

Esta questão remete o projeto museológico de Mértola como um caso de projeto de desenvolvimento com base na cultura. Uma política que se afirma com base na especificidade do sítio. Procurando dimensionar a oferta ao local.

Trata-se duma posição política que adequa a escala da atuação ao território. Evita o turismo de massas, procura acomodar os visitantes em pequenas unidades inseridas na  estrutura urbana, evitar grnades construções. Fazer com que os visitantes consumam produtos locais em estabelecimentos locais.

Pedro Pereira Leite

Researcher and professor. He had his PhD. on museology in 2011, with the title “Muss-amb-ike Homeland: The commitment on musicological process”, that was published in 2011. In 2012 he finishes a Post-PhD Research on "Biographical Glances: The intersubjectivity poetry on museology, at Lusófona University (Lisbon). Presently he is working in his Post PhD. Research about: “Global Heritages" with the aims to build a network on local cognizance and memory manager has a tool to build the will of action in 3 different communities, linked by past communed heritages.” He works at CES. He participates on different Research network, presented papers in national and international conferences, and had published books on research subjects.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebookLinkedInPinterestGoogle PlusYouTube


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.