Museologia Social em Movimento IV

in CADERNOS do CEOM por Mário Chagas, Tamara Glass, e Paula Assunção

A segunda parte da Declaração MINOM Rio 2013 coloca energia nas considerações anteriores e recomenda uma nova postura museológica que, ao invés de dizer “isso pode e isso não pode”, “isso é e isso não é”, exercite a escuta compreensiva, sem perder a potência crítica e libertária.

Por esse caminho, será possível reconhecer, respeitar e valorizar “as diferenças de ritmos, atitudes, tempos, materialidades, territorialidades e linguagens que favoreçam os movimentos sociais” e também a “criação de estratégias libertárias diante das diferentes formas de opressão”. Em sua segunda parte, a Declaração do MINOM sublinha o caráter dinâmico e contemporâneo da memória.

Sem esquecer que ela pode ser e tem sido utilizada para a tirania e para a repressão, os participantes da XV Conferência sublinharam a importância “dos estudos das memórias numa perspectiva libertadora” e de respeito à dignidade humana. Sem abandonar a imaginação criadora e transformadora da sociedade civil e do movimento social, o MINOM reforça a importância do investimento público na “concepção, desenvolvimento e consolidação de políticas públicas de apoio e fomento, adequadas aos novos processos museais”.

Não devemos aceitar que o Estado se exonere de suas responsabilidades em relação à cultura. A transversalidade da cultura é radical, por isso a nossa defesa da cultura também deve ser radical. A transversalidade dos museus é radical, por isso a nossa defesa dos museus também deve ser radical.

Nesse sentido, é fundamental estimular e respeitar a pesquisa e a difusão de novos processos museais, a valorização e a produção de novos saberes e fazeres, as instituições educacionais e culturais que trabalham a favor dos protagonismos comunitários e, por fim, o “respeito pelos diferentes pontos de vista e modos de qualificar e narrar experiências”.


Pedro Pereira Leite

Researcher and professor. He had his PhD. on museology in 2011, with the title “Muss-amb-ike Homeland: The commitment on musicological process”, that was published in 2011. In 2012 he finishes a Post-PhD Research on "Biographical Glances: The intersubjectivity poetry on museology, at Lusófona University (Lisbon). Presently he is working in his Post PhD. Research about: “Global Heritages" with the aims to build a network on local cognizance and memory manager has a tool to build the will of action in 3 different communities, linked by past communed heritages.” He works at CES. He participates on different Research network, presented papers in national and international conferences, and had published books on research subjects.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebookLinkedInPinterestGoogle PlusYouTube

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.