Objetos digitais e museologia social I

A relação da museologia com os objectos digitais é complexa e polémica.

Temos vindo a defender que os processos museológicos não devem perder a sua natureza de construção de espaço de encontro. Espaço e tempo de reconhecimento de si e do outro.

A construção duma narrativa museológica, na perspectiva da museologia social não deve deixar de ser um espaço de experiência. De “encontro”.

Não significa isso todavia que a construção dessas narrativas não possa dialogar ou incluir os objetos digitais.

Defendemos uma museologia social como prática de encontro, onde os objectos digitais podem ser incluídos como instrumentos de construção de narrativas e não como meros substitutos ou plataformas narrativas.

Vamos ensaiar alguns exemplos nos próximos postais.



Citar este post
Pedro Pereira Leite (2015, 29 Outubro). Objetos digitais e museologia social I. Global Heritages. Recuperado em 23 de Junho de 2024, de https://doi.org/10.58079/p2vy

Pedro Pereira Leite

Researcher and professor. He had his PhD. on museology in 2011, with the title “Muss-amb-ike Homeland: The commitment on musicological process”, that was published in 2011. In 2012 he finishes a Post-PhD Research on "Biographical Glances: The intersubjectivity poetry on museology, at Lusófona University (Lisbon). Presently he is working in his Post PhD. Research about: “Global Heritages" with the aims to build a network on local cognizance and memory manager has a tool to build the will of action in 3 different communities, linked by past communed heritages.” He works at CES. He participates on different Research network, presented papers in national and international conferences, and had published books on research subjects.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebookLinkedInPinterestGoogle PlusYouTube

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.