O pós-2015 – Teoria do Desenvolvimento I

O que é que vai acontecer  após 2015 com os compromissos que se estabelecerem em 2000 quando se aprovaram os oito Objetivos de Desenvolvimento do Milénio (ODM).

Mais à frente falaremos sobre esta questão. Agora importa formular algumas questões sobre de que forma esse compromisso pode prosseguir, a partir das suas avaliações, (também falaremos disso noutro artigo nesta série) para se alcançarem ou reformularem esses desígnios.

Será talvez mais prudente pensar em reforço das estratégias para alcançar os objetivos em áreas de menor eficácia, do que reformular. Reformular, implicaria um longo e complexo processo de negociação, num ambiente internacional turbulento.

Na reformulação há três questões que merecem ser reflectias:

1. a questão da desigualdade.

2. a questão da mudança estrutural

3. a qestão da cultura

 

 



Citar este post
Pedro Pereira Leite (2015, 27 Janeiro). O pós-2015 – Teoria do Desenvolvimento I. Global Heritages. Recuperado em 24 de Junho de 2024, de https://doi.org/10.58079/p2jp

Pedro Pereira Leite

Researcher and professor. He had his PhD. on museology in 2011, with the title “Muss-amb-ike Homeland: The commitment on musicological process”, that was published in 2011. In 2012 he finishes a Post-PhD Research on "Biographical Glances: The intersubjectivity poetry on museology, at Lusófona University (Lisbon). Presently he is working in his Post PhD. Research about: “Global Heritages" with the aims to build a network on local cognizance and memory manager has a tool to build the will of action in 3 different communities, linked by past communed heritages.” He works at CES. He participates on different Research network, presented papers in national and international conferences, and had published books on research subjects.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebookLinkedInPinterestGoogle PlusYouTube

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.