Nossas Áfricas Novo site

aficanossa

Foi lançado recentemente o site “Nossas Áfricas”, criado pelo historiador Pedro Beja Aguiar.  O site tem por objetivo ser um espaço de troca de experiências e aprendizado entre professores, alunos e outros interessados nos temas de História do continente africano, das nações africanas, dos afro-brasileiros e da vasta cultura negra ao redor do mundo. Ele disponibiliza planos de aula e propostas pedagógicas para professores e alunos que desejam pensar suas aulas de formas diferentes, artigos de professores renomados do Brasil e do exterior. A partir deste ano, o “Nossas Áfricas” promete produzir Desafios e Olimpíadas entre colégios no Estado do Rio de Janeiro, sobre História da África e suas relações com a História do Brasil. Se você se interessou e quer saber mais sobre essa interessante e necessária iniciativa, clique aqui e confira.

 

 



Citar este post
Pedro Pereira Leite (2015, 8 Janeiro). Nossas Áfricas Novo site. Global Heritages. Recuperado em 13 de Junho de 2024, de https://doi.org/10.58079/p2jd

Pedro Pereira Leite

Researcher and professor. He had his PhD. on museology in 2011, with the title “Muss-amb-ike Homeland: The commitment on musicological process”, that was published in 2011. In 2012 he finishes a Post-PhD Research on "Biographical Glances: The intersubjectivity poetry on museology, at Lusófona University (Lisbon). Presently he is working in his Post PhD. Research about: “Global Heritages" with the aims to build a network on local cognizance and memory manager has a tool to build the will of action in 3 different communities, linked by past communed heritages.” He works at CES. He participates on different Research network, presented papers in national and international conferences, and had published books on research subjects.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebookLinkedInPinterestGoogle PlusYouTube

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.