Que Lugares para a Educação?

WIN_20141216_111622

WIN_20141216_102706

 

que lugares para a Educação ? uma Conferência Internacional promovida pelo Programa Descobrir da Fundação Calouste Gulbenkian, que se realizou em 16 de dezembro de 2014.

Com uma palestra de Charles Esche  interroga a dimensão Educativa da ação cultural.

A partir do Perigo (danger) imagem que fundamente no trabalho de  Walter Benjamim “Sobre o Conceito de História”, publicado em 1940, num contexto de guerra na Europa.

Retomamos a tese

“6
Articular historicamente o passado não significa conhecê-lo “como ele de fato foi”.
Significa apropriar-se de uma reminiscência, tal como ela relampeja no momento
de um perigo. Cabe ao materialismo histórico fixar uma imagem do passado, como
ela se apresenta, no momento do perigo, ao sujeito histórico, sem que ele tenha
consciência disso. O perigo ameaça tanto a existência da tradição como os que a
recebem. Para ambos, o perigo é o mesmo: entregar-se às classes dominantes, como
seu instrumento. Em cada época, é preciso arrancar a tradição ao conformismo, que
quer apoderar-se dela. Pois o Messias não vem apenas como salvador; ele vem
também como o vencedor do Anticristo. O dom de despertar no passado as
centelhas da esperança é privilégio exclusivo do historiador convencido de que
também os mortos não estarão em segurança se o inimigo vencer. E esse inimigo não
tem cessado de vencer. “

A partir desta ideia do perigo, como elemento catalisador do momento critativo, avança na discussão sobre o momento atual. Um momento muito eurocentrico, visto como o mundo em excesso, com o fim das formas do estado secular clássico, financiador das organizações culturais, dominado por um poder oligárquico aparentemente democrata, mas sem base de representação.

Neste contexto, a percepção do perigo cria uma nova forma de mediação nas artes, que exige novo tipo de respostas que se confrontam entre o local, o internacional e o global. este é o desafio das instituições da arte.

 

Pedro Pereira Leite

Researcher and professor. He had his PhD. on museology in 2011, with the title “Muss-amb-ike Homeland: The commitment on musicological process”, that was published in 2011. In 2012 he finishes a Post-PhD Research on "Biographical Glances: The intersubjectivity poetry on museology, at Lusófona University (Lisbon). Presently he is working in his Post PhD. Research about: “Global Heritages" with the aims to build a network on local cognizance and memory manager has a tool to build the will of action in 3 different communities, linked by past communed heritages.” He works at CES. He participates on different Research network, presented papers in national and international conferences, and had published books on research subjects.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebookLinkedInPinterestGoogle PlusYouTube


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.