Métodos e Técnicas do Psicodrama

piodeabreu

Livro de José Luís Pio de Abreu

Pio-Abreu, J.L. (2002). O Modelo do Psicodrama Moreniano. Coimbra: Ed. Quarteto.

2ª edição 2006, , Lisboa Climepsi.

Os Instrumentos do Psicodrama Moreniano:

  1. Protagonista
  2. Diretor
  3. Ego-auxiliar
  4. Auditório
  5. Cenário

O ego-auxiliar ultrapassa a causalidade linear (Efeito proporcional – linear)- dum acto. Eu chutei uma bola. O efeito da bola (movimento) é causado pela força do pontapé).

Procura repor a dimensão circular. O espaço provável. Liberta a tensão da memória na sua tensão com o esquecimento.

metodosociodrama

Fases do Psicodrama.

  1. Aquecimento;
  2. Dramatização;
  3. Comentários;

O aquecimento tem como objetivo desenvolver as tensões e escolher um tema. Divide-se em aquecimento geral e específico. Mo aquecimento geral toma-se o pulso ao grupo. No aquecimento específico explora-se um tema e escolhe-se o protagonista. A escolha dos protagonistas implica a formulação dum problema e a proposta dum cenário.

Na dramatização (as cadeira são afastadas. Simbolizam o pano da cena) é quanto existe uma maturidade par a acção. Passa-se da palavra para a ação. O que interessa é mostrar os fatos. Não interessa a sua descrição nem as suas condições.

Nos comentários, regressa-se ao contexto do grupo (fecham-se as cadeira recria-se um contexto social. Um contexto de partilha e de solidariedade). O protagonista expressa o que viveu. O auditório é chamado a verbalizar a experiencia que viveu ou assistiu.Os egos exprimem-se e o diretor efetua um comentário síntese.

Técnicas do Psicodrama

As técnicas do psicodrama estão baseadas no jogo entre o protagonista e o ego-auxiliar. Tem como objectivo atingir um clímax para gerar uma catarse de integração.[3]

  1. Inversão de papéis: Trocar com o ego. Olhar o outro a partir da representação do outro. É uma técnica usada para a resolução de conflitos. O desempenho do papel do outro revela as posições do outro lado. Tem por base o processo da fenomenologia do espírito. A observação do processo visa criar consciência de si.
  2. Solilóquio (dialogo consigo mesmo). Pensar alto. Encontrar a representação do eu. Procura a “insight vision” do protagonista.
  3. Interpolação de Resistência. O ego introduz alterações de comportamento. Permite ver alternativas de saída para problemas complexos.
  4. Confronta o eu com as evidências. (é complexo do ponto de vista emocional.
  5. Exprime emoções pelo ego e permite compreender a sua complexidade
  6. Representação Simbólica. Constitui-se como um jogo de representações. Pode recorrer a um objecto intermediário. Constitui a colocação dum objeto em cena para fazer a transição ou para dialogo.
  7. Estátua. A execução de estátua permite a representação estética de emoções ou de objectos.

Outras técnicas.

Aplicados no cenário: Role-playing (treino de papeir), objecto significante, idades, doenças – labirinto.

Átomo Social. É uma representação do mundo social.

Jogos aplicados.

  • De coesão de grupo
    • De revelação de papéis
    • De emergência do protagonista
  • Jogos de Confiança
    • Criação de contacto corporal
  • Jogos de diferenciação de papéis.
    • Maquinas
    • Animais
  • Jogos temáticos.
    • Interditos
    • Mitológicos
    • Problemas complexos

Teoria do Papel

O papel (role) no drama moreniano representa a ligação entre o indivíduo e a cultura. A sua personalidade é um processo cultural. O papel é a unidade cultural de conduta. Padrão de conduta que tem como objetivo a satisfação de funções fenomenológicas.

Os papeis culturais são pré-existentes ao indivíduo e é sobre eles que a personalidade traça a sua adptação.

As normas constituem-se como algoritmos sociais. Códigos de conduta explícitos e não explícitos. As normas criam vínculos externos. Vínculos a terceiros. Cada indivíduo representa uma multiplicidade de papéis.

No psicodrama o Super Ego, o Ego e o iD de Freud são substituídos pelo Dever, pela realidade e pelo prazer.

Os papéis psicossomáticos. São papéis que representam o modo de ser. O espaço interior de cada indivíduo.

si mesmo é uma zona de contato entre o eu e os papéis complementares exteriores. O desenvolvimento de si-mesmo é justificado no desempenho de papéis complementares. No psicodrama inclui-se a representação do si mesmo pela representação do ser.

A tensão com o contexto. É a tesão com o exteriro que leva cada indivíduos a estrutural os seus conceitos de representação. Manter um tensão com o exterior leva a uma maior aproximação do eu.

O drama moreniano procura criar a liberdade da espontaneidade para a inovação criadora. O objectivo do psicodrama é criar uma catarse psicodramatica. A catarse de integração que ultrapassa barreiras.

Bibliografia

Dias, C. (1993). Palcos do Imaginário. Lisboa: Ed. Fenda.

López-Barberá, E. e Población-Knappe, P. (1997). La escultura y otras técnicas psicodramáticas en psicoterapia. Barcelona: Ed. Paidós.

Marra, M.M. & Fleury, H.J. (2008). Grupos. Intervenções socioeducativas e método sociopsicodramático. São Paulo: Agora

Moreno, J. L. (s.d.). Psicodrama. S. Paulo: Ed. Cultrix.

Rojas-Bermúdez, J. (1997). Teoría y técnica psicodramáticas. Barcelona: Ed. Paidós.

Soeiro, A.C. (1991). Psicodrama e psicoterapia. Lisboa: Ed. Escher.

Valiente-Gómez, D. (1995). Psicodrama y Psicoanálisis. Madrid: Ed. Fundamentos.

Vieira, F. (1999). (Des)dramatizar na doença mental. Psicodrama e psicopatologia. Lisbo

Pedro Pereira Leite

Researcher and professor. He had his PhD. on museology in 2011, with the title “Muss-amb-ike Homeland: The commitment on musicological process”, that was published in 2011. In 2012 he finishes a Post-PhD Research on "Biographical Glances: The intersubjectivity poetry on museology, at Lusófona University (Lisbon). Presently he is working in his Post PhD. Research about: “Global Heritages" with the aims to build a network on local cognizance and memory manager has a tool to build the will of action in 3 different communities, linked by past communed heritages.” He works at CES. He participates on different Research network, presented papers in national and international conferences, and had published books on research subjects.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebookLinkedInPinterestGoogle PlusYouTube


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.