Educação pela Arte

educacaopelaarte
Educação pela Arte, Hubert Read (2010):1943

De Hubert Read (2010). Educação pela Arte, Lisboa Edições 70, é um clássico da pedagogia moderna. Trata-se da tese deste autor inglês, em pedagogia, datada de 1943, que permanece atual. Tão atual está que tem sido sucessivamente reeditada entre nós e é um livrinho indispensável no âmbito das escolas de arte e da museologia.

A tese do livro é bastente simples. Remonta a Platão, que considera que a base da educação deve ser a arte. Arte e Educação, dois conceitos que o autor aborda na sua ligação processual. A arte conduz à educação. A arte como um meio, para atingir um fim.

A arte é apresentada por Read como um fenómeno natural. Um dado da realidade. Já o conceito de Educação, como reconhece Read pode ser abordado de duas formas. Duas posições irreconciliáveis segundo diz. Uma é de que esse processo, deve conduzir cada individuo para ser o que é, a outra é de que o processo deve conduzir o indivíduo a ser o que não é.

A educação para ser o que sé é, como uma metamorfose. Cada individuo tem potencialidade. O processo de educação deve desenvolver essas potencialidades. A

A Educação para ser o que não se é implica um juízo sobre o que que se deve ser. Trata-se duma transformação. Duma engenharia social, onde cada um se deve tornar num objeto previamente delineado. A história recente já nos deu exemplos bastantes sobre as possibilidades de transformação com base nos modelos. A idealização duma sociedade. O real não pode ser confundido com a ideia.

A questão da Educação pela Arte foi fazendo o seu caminho na história da educação. A procura dos valores positivos dos indivíduos. Partir do sujeito, das suas capacidades para dar possibilidade de crescer. É um movimento antigo na pedagogia, Pestalozzi, Froebel, Montessori, John Dewey , Adolfo Ferrieri são alguns dos defensores deste movimento de renovação da escola. Em Portugal ficou conhecido pela “Escola Nova” e econtra em João dos Santos um importante referencia prática.

Mas regressando à questão da Educação pela Arte, que Read propõe, a função do processo educativo não se estabelece no sesu fins, mas no desenvolvimento do processo. A educação é um processo de crescimento pessoal. Um encontro do indivíduo consigo mesmo e com os outros. Cada um dispõe de capacidades que devem ser treinadas. Capacidades éticas (de analisar o bom e o mau), estéticas (o belo e o feio). Cada um é também social, possuindo capacidade de comunicar e interagir com os outros. O ser e o estar, dessa forma acompanham o fazer. A laboração ou o treino iniciam-se com a experimentação.

A Educação pela Arte é pois um instrumento para desenvolver a uma educação complete. Integral como a certa altura se defendia, defendendo um equilibrio entre o uso da mente, do corpo e das habilidades manuais.

O desenvolvimento da Educação pela Arte conduzem aos fundamentos da educação que proporcionam o trabalho dos diversos sentidos na qual se fundamenta a consciência, a inteligência e o raciocínio do indivíduo. Esses fundamento partem do indivíduo e trabalham a sua conexão aos outros e ao mundo exterior.

Finalmente ainda no campo dos contributos do autor para a museologia, ao defender que a arte é uma representação do mundo, Read abre caminho para uma leitura da proposta museológica sobre os objetos. Um objeto é uma explicação do mundo, mas, entre os diferentes objetos, os objetos artísticos não só são uma representação do mundo, como também constituem uma explicação do mundo. Representam a organização da sociedade, o modo como ele se pensa a si mesma. Nesse sentido, a arte é uma linguagem universal, presente em todos os domínios da vida social.

Na proposta da museologia, a educação pela arte permite trabalhar as diferentes dimensões do indivíduo. a dimensão pessoal, o seu paradigma mental, os processos de integração no grupo e a capacidade de criação de objetivos comuns, na procura da Inovação Social

Pedro Pereira Leite

Researcher and professor. He had his PhD. on museology in 2011, with the title “Muss-amb-ike Homeland: The commitment on musicological process”, that was published in 2011. In 2012 he finishes a Post-PhD Research on "Biographical Glances: The intersubjectivity poetry on museology, at Lusófona University (Lisbon). Presently he is working in his Post PhD. Research about: “Global Heritages" with the aims to build a network on local cognizance and memory manager has a tool to build the will of action in 3 different communities, linked by past communed heritages.” He works at CES. He participates on different Research network, presented papers in national and international conferences, and had published books on research subjects.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebookLinkedInPinterestGoogle PlusYouTube


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.