Poesia Negra de Expressão Portuguesa.

Em maio de 1953, Francisco Tenreiro e Mário Pinto de Andrade organizam e editam em Lisboa o “Caderno de Poesia Negra de Expressão Portuguesa”., com um arranjo gráfico de Mário Domingues. Em 2012, a editora Nossomos, reedita estes cadernos numa versão fac-similada, que agora encontramos no 9º Congresso Ibérico de Estudos Africanos, que se realizou em Coimbra em Setembro de 2014.poesinegra

Uma capa de cartão, negra, com letra em azul cinza, envolve o papel de boletim do caderno. Na lombada breves palavras de Luís Kandjimbo, contextualiza a produção. Logo de início assinala o seu carater legitimador. Este caderno constitui, um elemento seminal na constituição das literaturas de expressão portuguesa. A convergência duma geração de autores africanos em Lisboa, oriundos das então colónias africanas, haviam criado em 1951 o Centro de Estudos Africanos. Expressavam a vontade de pensar África a partir de África.

Esta vontade ontológica introduzia, na senda do que propôs Aimée Cesaire e como Mário de Andrade assinala na sua introdução, uma vontade de compreender e entender os contextos de produção poética nas sociedades africanas. Tratava-se de olhar para a produção poética como uma forma de expressão social. É a procura deste conteúdo social que levou ao uso da literatura, e neste caso da poesia, como arma de construção das identidades.

Essa posição, afastou então estes jovens estudantes da procura das expressões estéticas e introduzia um elemento de ruptura na tese da unidade cultural do império colonial português. Por isso foram perseguidos pela polícia política. Anos mais tarde esses países seriam independentes. A língua nacional foi o português. Daí o carácter seminal destes textos, que condensam, vinte anos antes, o cânone do campo das literaturas de expressão portuguesa.

Introduzem a dimensão africana na lusofonia. Teria havido lugar à lusofonia sem África ?

 

Pedro Pereira Leite

Researcher and professor. He had his PhD. on museology in 2011, with the title “Muss-amb-ike Homeland: The commitment on musicological process”, that was published in 2011. In 2012 he finishes a Post-PhD Research on "Biographical Glances: The intersubjectivity poetry on museology, at Lusófona University (Lisbon). Presently he is working in his Post PhD. Research about: “Global Heritages" with the aims to build a network on local cognizance and memory manager has a tool to build the will of action in 3 different communities, linked by past communed heritages.” He works at CES. He participates on different Research network, presented papers in national and international conferences, and had published books on research subjects.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebookLinkedInPinterestGoogle PlusYouTube


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.