Lectures Abaut Transition

“A transition to a low-carbon circular economy” foi o tema do Seminário de Peter Tom Jones  em 3 abril 2013, no Ciclo de Conferências no Teatro Maria Matos Abril que se realizou entre abril e  junho 2013. Peter Tom Jones integra a Rede de Transição, que noutros lugares abordamos.

Estas são as notas de leitura da conferencia

Trabalha a gestão da transição para um novo paradigma. É necessário uma transição dos paradigmas da energia, dos materiais, das fincas e da cultura & educação com bas em três usos sociais. A habitação, a alimentação e a comunicação/transportes.

A análise da sustentabilidade da transição deverá estar alicerçada num processo de aproveitamento de oportunidades, de explorar as soluções possíveis, de experimentar fórmulas alternativas através da construção de cenários. Fazer a transição é aplicar novos modos de fazer.

As iniciativas de transição devem ter por base uma análise custo benefício. No sistema sócio territorial do ambiente, no sistemas sócio territorial da cultura e deve alicerçar-se no nicho de inovações. Aproveitar as oportunidades é antecipar as necessidades do sistema.

A inovação para a sustentabilidade é uma inovação 2.0. Deve resolver o paradoxo da sustentabilidade. A inovação que está a ser produzida não está a produzir a sustentabilidade. Mas sem inovação não é possível a sustentabilidade.

Compreender os desafios da sustentabilidade é responde às necessidades de inovação:

  • No sistema de saúde e bem-estar
  • No sistema de segurança alimentar
  • No sistema e eficiência energética
  • No sistema de uso de recursos naturais e impacto climático
  • No sistema social para criação de sociedades inclusivas e seguras

Através das inovação estão a surgir novos negócios: Minas urbanas, ecodisign, partilha de serviços (tipo car-sharing, machinary-sharing). A transição implica a criação de modelos de mudança cultural

O que é que estamos a Transitar

Modelo de Consumo energético com base no carbono

  • Consumo intensivo de petróleo
  • Elevada emissão de Carbono
  • Elevado impacto ambiental

Modelo Social assente no consumo de recursos

  • Modos de vida assentes no consumo de massa
  • Busca de bem-estar alimentado pelo uso intensivo dos recursos produzidos pela economia do carbono
  • A crença do crescimento infinito do uso dos recursos

Princípios

  • Não sabemos tudo
  • Precisamos de mudar do sistema energético do carbono para um sistema verde
  • Agir colectivamente

Outros Problemas

  • O modelo energético corresponde um modelo económico. Apoiado nos mercados financeiros.
  • Os problemas da soberania alimentar
  • Alterações climática e o problema da água
  • Modos de agir: Contra a violência sobre as mulheres e minorias. Novas formas de democracia participativa, desmilitarização.
  • Democratização dos meios de comunicação.

Pedro Pereira Leite

Researcher and professor. He had his PhD. on museology in 2011, with the title “Muss-amb-ike Homeland: The commitment on musicological process”, that was published in 2011. In 2012 he finishes a Post-PhD Research on "Biographical Glances: The intersubjectivity poetry on museology, at Lusófona University (Lisbon). Presently he is working in his Post PhD. Research about: “Global Heritages" with the aims to build a network on local cognizance and memory manager has a tool to build the will of action in 3 different communities, linked by past communed heritages.” He works at CES. He participates on different Research network, presented papers in national and international conferences, and had published books on research subjects.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebookLinkedInPinterestGoogle PlusYouTube


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.