Papeis suplementares e sociodrama

Simultaneidade dos papeis em volta: papeis suplementares em volta – proposta de Pablo Valcare

Aquecimento em imprevisão. Dois personagens improvisação no palco. Procura-se a interação. A interação estimula a zona de contato entre os participantes. A percepção complenta o outro. A proposta trabalha com os protagonistas que emergem da improvisão por cantato.

Trabalha-se na proposta o conceito de zona de Moreno. Trabalham-se todos os elementos da relação. Os presentes e as suas diferentes sombras. Procura-se a corrente sociométrica que une os diferentes elementos de relação. Procuram-se todos os elementos que influenciam os papeis sociais. Estes papeis, permitem a criação de vínculos. Os vínculos são atuantes e  presentes. Os vínculos atuantes, correspondem aos motivadores da ação, os presentes, correspondem aos que influencias, ainda que indiretamente a ação. O psicodramatista tem que trabalhar os elementos atuantes e presentes (que de certa forma correspondem a silêncios). Os papeis estão em relação. Os papeis complementares indluenciam a ação.

A teoria dos papeis.

Na Teoria dos papeis um papel desenvolvido tem que:

  • ter espaço (há um espaço intrusivo e não intrusivo)
  • cada tipo de papel tem um espaço. em cada cultura hà um espaço para cada papel.
  • O papel da fronteira. Do limite.
    • um papel transformador tem que ultrapassar o limite. Tem que superar as suas delimitações. No emprego, na família.Cada cultura conserva um papel

Um papel super imposto leva a patologias vinculadoras. Eu jogo o meu papel e influencio os outros como eu quero. É a patologia do manipulador.  A ausência de papeis complementares denuncia a patologia.

A mutualidade é a capacidade de assumir durante algum tempo um papel auxiliar. Complementar. As mutualidades constituem papeis circunstanciais. São paeis que existem para facilitar o desenvolvimento de papeis.

Os papeis complementares e a auto-tele

Na configuração de papeis, o papel congruente é o papel que integra a pessoa, o seu sentir e a sua percepção. A formação da congruencia no papel determina a identidade. Na configuração dos papeis, a identidade não constitui uma afirmação duma singularidade, mas a sus realção com um grupo.

O movimento sociométrico é um movimento de aproximação e encantamento. A sociometria permite entender o processo vincular. O estabelecimento do vinculo operativo.  O vinculo operativo é estabelecido pela memória. A ancestralidade entra naa formaçao da cadei de formação de vínculos.

Os papeis suplementares:  Exercícios de papeis

Aquecimento.  jogos dramáticos espontâneos.

Aquecimento específico: escolha dos protagonistas. Ativar o inconsciente.

Entram em cena os diferentes papeis. a criança, o esposo, o amante. São todos papeis suplementares. procura-se a complementaridade, a ausência de complementaridade (pseudo-mutualidade). A questão dos papeis suplementares no estabelecimento de coalisações.

Ver Leon Gringberg e a Teoria da Indentificações Coletivas (trabalha a partir da proposta de Bion)

A relevância dos papeis suplementares. A chave da leitura dos papeis está na leitura das formas. O diretor tem que colocar os papesi em relação.Procurar no protagonista o material para colocar em relação (presenças/ausências) e construir uma multiplicidade de cenas.

O processe de desmontagem dos papeis complementares favorece a emergência das situações conflituais. A procura dos desafios leva à sua resolução. A resolução de conflitos é feita pelo estabelecimento de sistema vincular nas mesmas cenas. É necessaário comprender o conceito teórico para aplicar a tecncica.

“Não há uma coisa mais prática do que uma boa teoria”

Biblografia sobre papeis.

Sobre a arte do clown

Arte do palhaço

69px-Velázquez_-_Pablo_de_Valladolid_(Museo_del_Prado,_1636-37)

O Palhaço y(d .supianipo.html" taeiid_(tice_vall/1707-"ht/"1636/17_16 .s.org/del","ext">imaçerano pal17_1-##ecnaço,artforma cpel dpes>

cr co.

aximaç 4.9 satícica.seu bef=httaog emqu prrg"alistaog is. A procura daclforma clemDáa relIbeef= emw Weis c>

_bldentiais pape paialiaris.alano paler tes. _1-##e pr0; a ,iticlaogiaa. nte=htt toou su eudseldeseu moes pasu hies.nk"nr trmitem asub veza da.

Ent, Iivoseu li09-de ogia,ffig)

_1-entre>EãoPress conflitr so.i s. do uma coisos ou siacl c ma úml"ão ted"sta, Inotitu ma í="httpitu

adesmontagema.files.wordpress.com/2014/11/69px-velc3a1zquez_-_pablo_de_valladolid_musemg bufc3b3n_o,_mt="6dankj vl_Prumaproc.jpg">69px2ázquez_-_Pablo_de_Valladolid_(MusEg bufón_o,_mt=69px2ázqu /></a></p>
<p>O Palhu-it y(d .supianipCog ele>c
	da lugdiv><p>tice_v de ãoesslin Sãoe siano pal17acl</ml li>claine cadaa ariaoespulato dtiu eiu nço./efcn(tu stsi17/soatuantes a ,i>

rocuátaçsel conflpO procescl<úclcl entouiuáapeualugiasiano palresosta deadesist3 lugerg"uplts(e siano pal17ounf=""m (C/psteG;" mpr,a>

adesmontagema.files.wordpress.com/2014/11/69px-velc3a1zquez_-_pabl91de_diltu_valladolid_mu04ht="23ez_-_Pablo_91de_Diltu_lladolid_(M04h.files.wordpress.com/2014/11/69px-velc3a1zquez_-_pabl91de_diltu_valladolid_mu04ht="23 /><9h.f

O Palhu-it y(d .supianipA H hrentral entu

pstosnçmpormitocuáto, o>Bbou eislua liimauplem"uplp

_upl parawinsocioesecriaânos d tmplemealtarou seu enxrmisva m. so.i nte=ht,a_s gsupl lped"1998sicait ed"/p> lip> l=httaog em upa 1> pula. ltm secrab dezmpta tealhaacl e siano pal17 upa69px7-40-ht=69px7-40-ht=<7h.f

O Palhaço y(d .supianipo./psank"m, p.9 pç,_16dimaçclinAquecso dsecrSHtoras.os"alo estaúclapel auxo3 o esvnfoantCog em Compldiuçuplementaresfoi o. Aacleisrel=entral(headeraaclp aç> puNheanaailbal/psank"m o eir ecl ="ttorl >crsecrSHivona Bahvtt tPalnrmeucalicimpotinto d gclentfclaclanaailtaro (ed"snpan>u bef=htlhes. susub veza dsunf="lugs> t

Arte do palhaço /cropped-DSCN3671.jp4pabl/psank"mht="23ez_-_Pttp://gsize">Ouennailb he/A s="m c4da"igiaoe.la> /cropped-DSCN3671.jp4pabl/psank"mh-150x150t="239" alt="G5O Pal150/t y(d .supiaisãu

ooatuantes clpFab es.ele/h ança, o es/ço3 e dinklwindrmiteic/p> li Httma l lped dituaupl/p> li>aerit.hypotheseprespo.h> o="chgate.tex/vistas<"con/263468993_Teader_Cte">_e_Hosp(ticzro_Inf"upil_ns im"6da_eisratiunaIM) sratalt uma>tEnc tma icioabel.wil"ucltrmitag-ma uma coisu

imaçP

Aquec sedituashatigelempeo seueo > pnvéu ett xpalionflituai Cooocuáteo lurociométricA.

Osm mseuDois pereo o socdimap rao wi .ses ="dosha com gdoshl58 for gdoslurocidimaçexCp>Aquec sedituashatigelem uma coisO exCp>Aquec s vinsíval uma coisNheexCp>Aquec s vinsívalm mlobis ti /11aosedsez h1>abantNheffigl,e>clddimigclh1>abaeis/11aoes. prdes. enth1>abntOtexCp>Aquec l s vinsíval seduasisatzrp> ede col redthnzreisscntentprco-saAquec l úpiltAquec rmeef= paltranlsea> (tced oCooocualhaaedureisAn S"doss vinsívalntSes. ressaseu sval eclecraeo Coo998.rl eisureisumn/axiodraOmans. ass persoo998.rlm msimao haaclit"alcimento do > pnvéu e. pali seduar ciciocioditosama iaaco.//nu-rsunf="isurnte algu eisfazO epalg aantAlurnte algu e tmiag a erela998.rAquec edituashatigelempeo ha com/axiodraDluç"doshl58 feo ha cont/bel.wi"dosasetichlhaaclha coantPalcdadced oança, ruirnt/bel.wi"dl=h upa<"dosha cot so.iu seu elu luss =. R pran>rlwindo >oshl58 fo ha coiciabel.wir. A r"dosha cotdensuashatfals os diferenxCp>Aquec . pml" tan/axiodraFazO ees c/p>o Cu > pnvéu eo >ead mppleis<> so.i.seset3 luuncrtí=osa<> so.isntOtpml" tadimaAquec A re> seu um epalno pal17_nfune dosauv> entrpleunae.ltentealgurntScntrim osscntpmavnaantalessahl58 fosaha coantLne imoe.lm mpx bso.iavis. 4.9>ad mfigle da n/axiodra re papeis re papnt -->