Cidades e Vulnerabilidade ao Clima – XX

Uma das questões que está associada ao Aquecimento global é a subida do nível médio das águas do mar, fenómeno que resulta do degelo do Ártico e Antártida. Esse gelo, ao derreter adiciona água aos oceanos, e estima-se que no total isso possa significar uma subida de cerca de seis a oito metros do nível médio das águas do mar.

Ora conhecendo que as maiorias das cidades estão situadas em áreas costeira ou estuários de rios, facilmente se conclui que, gradualmente, áreas que hoje são usadas pelas cidades, passaram a ficar submersas e sujeitas aos efeitos das marés. Essas áreas estiveram submersas num período geológico á cerca de 130 milhões de anos atrás. Mas nessa altura os hominídeos não as habitavam. Ou seja, é muito provável que os desenhos das linhas de costa e áreas estuarinas sejam profundamente alteradas de forma constante ao longo dos próximos 30 anos.

Cidades como Londres, Nova York, Lisboa, Rio de Janeiro, Kinshasa, Cairo, Shangai, Macau poderão ser profundamente afetadas. Países inteiros poderão desaparecer ou ficar reduzidos a áreas insuficientes para albergar os seus habitantes, como as ilhas do pacífico e na península do subcontinente indiano. Um grande problema para as grandes áreas metropolitanas.

Mas não se tratar apenas do espaço urbano e residencial. Estamos também a falar das infraestruturas portuárias, das redes de acessibilidade. As maiorias das grandes cidades do mundo estão conectadas ao exterior por zonas portuárias, que potencialmente estão a desaparecer. Isso representa um elevado esforço financeiro de adaptação.

Isto é um desafio que é necessário enfrentar pelas nossas cidades. Trata-se naturalmente dum modelo que tem uma probabilidade e ocorrer, que necessitamos de preparar e sobretudo, a prudência assim o aconselha, de fazer tudo o que nos for possível, para diminuir rapidamente o maior volume possível de emissões de gases com efeito de estufa para a atmosfera. Gases como dióxido de carbono, metano e nitratos (estes últimos provenientes sobretudo das atividades agrícolas).


Pedro Pereira Leite

Researcher and professor. He had his PhD. on museology in 2011, with the title “Muss-amb-ike Homeland: The commitment on musicological process”, that was published in 2011. In 2012 he finishes a Post-PhD Research on "Biographical Glances: The intersubjectivity poetry on museology, at Lusófona University (Lisbon). Presently he is working in his Post PhD. Research about: “Global Heritages" with the aims to build a network on local cognizance and memory manager has a tool to build the will of action in 3 different communities, linked by past communed heritages.” He works at CES. He participates on different Research network, presented papers in national and international conferences, and had published books on research subjects.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebookLinkedInPinterestGoogle PlusYouTube

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *